Buscar
  • Aldo Junior

Síndico: o detalhe faz muita diferença!


Vivemos num mundo global e a visão tam­bém acaba se tor­nando “macro” e subjetiva. E como ficam os detalhes nas situações cotidianas em que vivemos? Desprezados. So­mos rápidos nas avaliações mais amplas sem perceber os detalhes.

Muitos detalhes fazem uma grande diferença. Uma clausula contratual, uma pe­quena trinca na parede da garagem ou seja, pequenos detalhes normalmente não vistos, ou ainda pior, não considerados como relevan­tes pelos síndicos e gestores condominiais podem se tor­nar grandes problemas em curto prazo.


É quase impossível de se realizar uma excelente gestão condominial sem se atentar aos detalhes. Fazer benfeito requer atenção e cuidados grandes às peque­nas situações e minudências que formam a execução qua­se perfeita.


Sempre alguma situa­ção de menor potencial é negligenciada em nome do “todo”, pois muitos dizem:“ isso são apenas detalhes que não importam. “.


A verdadeira ausência de preocupação e cuidado com as pequenas particularida­des podem ser decisivas no êxito no insucesso. Você se lembra de algum prestador de serviços de seu condomí­nio que não cometeu algum erro na execução do traba­lho? È difícil lembrar algum que não errado. Provavel­mente por causa da falta de atenção a algum detalhe do processo.


Carros novos vem com “barulhinhos” indesejados, a maçaneta da porta não abre direito, ou seja faltou aten­ção ao detalhe, que mui­tas vezes vai provocar uma enorme irritação, mesmo sendo um pequeno detalhe.


Imagine numa edificação complexa, com a quantidade de situações que envolvem a gestão do sindico sem a atenção aquilo que é peque­no e sem importância e pode se tornar enorme e proble­mático.


Para exemplificar esses detalhes, certa vez visitei um condomínio em que o sindico nunca se atentou ao atendimento do porteiro. Na visita cheguei me apresentei na guarita e solicitei que fos­se anunciado para o sindico que me aguardava naquele horário.


Sem pestanejar, o por­teiro liberou minha entrada sem ao menos me identificar ou fazer uma ligação para avisar que havia chegado e estava ali aguardando. Para minha surpresa, adentrei no prédio e me deparei com o sindico muito irritado e es­bravejando com um forne­cedor que o ameaçava ver­balmente, e os dois quase chegaram as vias de fato.


Finalmente o fornece­dor foi embora, e tudo se acalmou, e aparentemente o caso foi resolvido entre eles. Conversando com o sindico ele me comentou que vinha sofrendo muito pela falta de retenção na portaria com visitantes problemáticos e fornecedores indesejados circulando pelo prédio e cau­sando problemas nas áreas comuns.


Então perguntei a ele se havia se atentado ao deta­lhe de que qualquer pessoa entrava no condomínio sem qualquer retenção prévia. Ele parou e me disse: “ É isso ! o problema é esse... como não percebi esse detalhe?”


O detalhe é tudo, e faz toda diferença. Exercitar a disciplina mental para não esquecer dos “detalhes” é um diferencial, uma vanta­gem importantíssima para um sindico de sucesso. Os resultados dependem da im­portância e da atenção ao de­talhe.


Pense nisso!


| Por Aldo Junior - Dr. Condomínio